22 de fev de 2011

Pastor é morto a tiros na porta de igreja no Rio; suspeito foi preso



Suspeito, segundo testemunhas, já tinha ameaçado vítima de morte. Homem reclamava do som alto da igreja.

Um pastor evangélico foi morto a tiros, no final da noite de domingo (20), na igreja localizada na Rua Teixeira Campos, em Santíssimo, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com a PM, o homem foi morto com dois tiros na porta da igreja. O suspeito, segundo testemunhas disseram à PM, é um vizinho da igreja que reclamava do som alto dos cultos.

Testemunhas contaram que, na véspera do Natal, o suspeito ameaçou o pastor de morte, caso o som alto dos cultos continuasse.

No domingo (20), após o culto, o suspeito teria discutido com o pastor mais uma vez e disparado dois tiros e fugido em seguida.

Preso

Um homem suspeito de matar o pastor evangélico foi preso nesta segunda-feira (21) em uma rua de Inhaúma, no subúrbio do Rio.

Segundo a PM, policiais militares do 3º BPM chegaram até o suspeito após receberem uma denúncia. O suspeito foi levado para a 34ª DP (Bangu) onde confessou ser o autor do crime, informou a assessoria de imprensa da PM.

Ele será levado para a Divisão de Homicídios da Polícia Civil, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde o caso está sendo investigado.

Família chocada

A família do pastor Hegnaldo da Silva Viana, de 44 anos, está chocada com o assassinato dele, neste domingo, em frente ao templo da Igreja Comunidade Evangélica de Deus, em Santíssimo, onde trabalhava há quatro anos. Hegnaldo, que morava no segundo andar da construção, conversava com uma fiel quando um homem aproximou-se e atirou duas vezes em sua nuca. O pastor morreu no local. Segundo parentes do religioso, o principal suspeito é um vizinho.

- Foi a cena mais horrível que eu já vi na minha vida. Qdo corri para a varanda, vi o Hegnaldo caído numa poça de sangue - contou a tia do pastor, a cozinheira Rosa Maria Batista da Silva, de 52 anos.

Fonte: G1 e Extra online

Nenhum comentário:

Postar um comentário